Membros

domingo, 2 de junho de 2013

Currículo criativo


É uma tendência, então fique ligado, mas não erre na hora de fazer o teu.


Em primeiro lugar há, já de alguns anos atrás, a tendência para currículos diferentes dos habituais feitos em folha A4 com fonte Times New Roman. Vídeos, blogs pessoais, Linkedin, etc são a bola da vez. Porém, há ainda erros grotescos nos currículos – independente do formato.
Querendo ou não todos somos vendedores, de produtos ou ideias. Sempre estamos vendendo algo direta ou indiretamente. O currículo é uma venda, é uma forma de venda. Entretanto, acredito que deva ser uma venda velada, ou melhor, uma não venda. Penso que o currículo deva mostrar quem é o Sr. Fulano de Tal. O que ele faz, o que gosta de fazer, o que sabe fazer de melhor, o que já fez de melhor, o que pretende fazer. E o currículo deve mostrar o Fulano em seu lado pessoal e profissional – guardada as devidas proporções e as devidas coerências nas informações apresentadas.
O currículo A4 tradicional deve apresentar características verídicas e relevantes, e o que é transcendental entra no currículo criativo. Em um vídeo, por exemplo, pode-se conhecer mais da pessoa em seu lado ”artístico de venda”, e pode se conhecer mais do lado pessoal de um indivíduo – o que pensa, como pensa, o gosta de fazer nas horas vagas, como se comporta, o que lê, o que vê, pôr o que se interessa, em um blog ou Facebook.
Não existem regras de como confeccionar um currículo, mas há questões que são primordiais: Erros de português nunca. Mentir jamais. Ser generalista (Como objetivo pessoal colocar por exemplo: ganhar dinheiro, ser famoso, etc) é pecado. A análise de um currículo também vai depender da vaga, da empresa e do avaliador. O negócio então é ficar antenado as tendências e caprichar na apresentação pessoal. E nunca prometer o que não pode ser cumprido.
Dica final para currículos tradicionais:
1º Salve o CV em PDF pois facilita a leitura e evita possíveis distorções.
2º Geralmente o banco de currículos de um recrutador terá milhares de arquivos (currículos) onde o nome do arquivo será: Currículo atualizado, Curriculum Vitae, CV NOVO, Currículo. Então, o bom é escrever o teu nome no nome do arquivo. É algo simples mas já te destaca no meio de milhares de currículos.
3º Coloque uma foto. Quando o avaliador vê o currículo parece que vê a pessoa, e quando ela entra na empresa já se sabe quem é aquele rosto.
4º Mantenha o currículo atualizado.
(Em uma seleção) 5º Nunca trate um avaliador como um grande e velho amigo, isso força a barra e pode pegar mal pra ti.



Um comentário:

  1. Oi , vi seu blog na lista do blog "Siga-me" vim conhecer e já estou te seguindo , vem seguir o meu também.

    http://rgartes14.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita e pelo comentário. Assim que possível o retribuirei. Volte Sempre.

Topo da página

Efeito Caindo